Livros > Resenhas

“Caderno de roupas, memórias e croquis”: um delicioso livro de Ronaldo Fraga

Hoje vou falar sobre o livro “Caderno de roupas, memórias e croquis” do estilista Ronaldo Fraga. Desde o conteúdo ao apuro gráfico e editorial, esse livro merece a atenção dos olhares mais apurados. Um “livro-referência” que nos serve como registro da estrada percorrida por Ronaldo, e também amplia nossa percepção sobre os caminhos percorridos para a elaboração dos conceitos que geram as coleções desse estilista, nos conduzindo a refletir sobre: arte, cultura, comportamento, sociedade, design, raízes, tempo, caminhos, leituras e vida. E tudo com muito bom gosto.

Em abril, Ronaldo Fraga esteve no Rio de Janeiro para uma simpática noite de autógrafos na Livraria da Travessa do Shopping Leblon. Lotou. E entre um compromisso e outro, encontramos um espaço em sua agenda para conversar e falar um pouco sobre esse novo livro,  um dia antes do lançamento.

O cenário não poderia ser melhor: Adriana Tavares, artista plástica, carioca e muito amiga, tanto minha quanto do estilista, abriu generosamente as portas de seu apartamento em Copa para receber, não somente a mim dos Bons Livros, mas outra equipe de produção que já gravava com Ronaldo um programa. E lá estávamos todos, na sala de Adriana, entre câmeras, tripés, livros, telas – e com Ronaldo.

 

Ronaldo Fraga - Adriana Tavares - Luiz Guilherme


Não sou um conhecedor de moda, dificilmente acompanho “tendências” , nem sou daqueles que sabe a “cor” da próxima estação. Mas através desse livro, entrei em contato com a linha de pensamento de um estilista que  fala  sobre temas próximos, identificáveis e de forma , apesar de meu pequeno roteiro de perguntas, não foi preciso nenhum esforço para que entrevista se transformasse em uma conversa agradável, fluida e bem humorada.

 

 

Sofá da Adriana Tavares


Ronaldo Fraga é um estilista que gosta do que faz. Deu pra notar. O ato de criar é consequência de seu olhar apurado sobre as “boas histórias” que o mundo lhe oferece. E tudo, “nesse trem bom”, pode virar material, despertar interesse, ser início de uma pesquisa, um palpite que será bem vindo e avaliado, podendo casar perfeitamente com cores, palavras, formas, texturas e músicas. Ronaldo é um leitor, gosta de ler e adora música.

Em suas Coleções, no período de 1996 a 2012, encontramos em seu trabalho  referências a João Guimarães Rosa, Pina Bausch, Nara Leão, e tudo faz sentido. Tudo é Ronaldo Fraga em “Caderno de roupas, memórias e croquis”.

O livro de capa dura, em formato maior, tipo “table book” é um presente para os olhos, nos aproxima de seu trabalho como se tivéssemos acesso a seu “caderno” pessoal, seus “rabiscos criativos”.

É claro que comprei o livro. Agradeci a “prosa” amistosa, e quando terminamos já era noite. Finalizamos à mesa, jantando entre outros amigos, com direito a mais conversas,  e a presença de Dona Zilda, mãe de Adriana.  Noite perfeita.

 

 

Luiz Guilherme Ronaldo Fraga e amigos


Da esquerda para direita: Cacau, Cris, Ronaldo, Adriana, eu ( Luiz Guilherme) e Cibele. Ao centro,  sentadinha à mesa: Dona Zilda, nossa "Queridona".  

E termino com um trecho do livro escrito por Regina Guerreiro, sobre Ronaldo Fraga:

 

Ronaldo Fraga desenha poesia da pura, e nuca – mas nunquinha mesmo – se perde em considerações banais, comerciais, essas que o mundo- know classificaria como “racionais”. Não, não são apenas croquis de moda. São pequenas obras e arte, são novas tentativas de vida.


Esse livro merece um lugar na sua estante. Tanto que resolvemos dar a você um "gostinho". Confira a galeria de fotos.

 


Data: 08 agosto 2016 (Atualizado: 08 de agosto de 2016) | Tags: Moda


< Na praia Headhunters >
“Caderno de roupas, memórias e croquis”: um delicioso livro de Ronaldo Fraga
autor: Ronado Fraga
editora: Cobogó
tradutor: Ronaldo Fraga
gênero: Moda;

compartilhe

     

você também pode gostar

Resenhas

Pequeno Manual de Astrologia & Estilo

Resenhas

Moda e revolução dos anos 1960

Resenhas

Yves Saint Laurent | Exposition, Paris Petit Palais, 2010