Arquivos do blog

Inverno do Mundo

inverno-do-mundo - capa - ken folletGostou? Compre o livro "Inverno do Mundo".

 

 

 

 

De Ken Follet | Editora Arqueiro

Foram anos aguardando o retorno do escritor britânico, Ken Follet às prateleiras.

Em 2010, ele voltou em grande estilo com o primeiro livro de sua trilogia “Queda de Gigantes” que li rapidamente. E este ano, o segundo volume já está entre nós: “O inverno do mundo”. Mas antes, para os que ainda não leram o primeiro livro, vou fazer algumas considerações para que o leitor possa pegar essa obra e ler, sem pausas, o primeiro e segundo livro desta trilogia sensacional.

Lembro-me muito do primeiro livro “Queda de gigantes“, pois nada mais saboroso do que ver a ficção “brincando” com a história real, personagens reais conversando com personagens da ficção. O primeiro volume desta trilogia terminou exatamente no momento em que o Tratado de Versalhes foi instaurado e a Alemanha deveria pagar a conta da guerra aos vencedores, no ano de 1924.

O cenário do primeiro termina neste ponto. Mas Algumas considerações sobre a história real precisam ser feitas antes de entrar no segundo livro “O inverno do mundo”.

Leia a resenha completa

Queda de gigantes

Queda de gigantes - Ken Follet - Bons Livros Para Ler

Gostou? Compre o livro "Queda de gigantes".

 

 

 

 

De Ken Follet | Editora Sextante

- Alô, Ken Follet?

O livro “Queda de gigantes” faz parte de “Trilogia do Século” de Ken Follet, sendo um desses livros que desperta aquela sensação voraz de querer ler toda a trilogia sem pausa, num só dia. O roteiro é muito bem equilibrado e nos mostra, na minha opinião, a futilidade da Primeira Guerra Mundial. Fica no ar a sensação de algo que poderia ter sido evitado.

A história é contada através de famílias com diferentes visões de mundo, valores e pertencentes a classes sociais distintas. Todos personagens tem credibilidade. E o romance começa numa família em particular, a Williams, onde o leitor acompanha o primeiro dia de trabalho de Billy Williams numa mina de carvão, em condições perigosas, até o exato momento em que uma explosão provoca vítimas fatais.

O primeiro romance da “Trilogia do Século” segue o destino de cinco famílias distribuídas pela Europa e na América que se movem através dos dramas que abalaram o mundo nesse início de século: a Primeira Guerra Mundial, a Revolução Russa e a luta pelo sufrágio feminino. Todos são surpreendidos pelo turbilhão político internacional.

Leia a resenha completa